top of page

A carta do Diabo – O instinto


Eis aqui uma bela imagem que simboliza muito bem o significado que quero dar para a carta do diabo. 

Ele não é mau, mas também não é bom. O diabo está livre de conceitos, regras, normas e moral, para ele o universo do homem não se divide no certo e no errado, no positivo e no negativo, nem no masculino e feminino. O diabo representa a unificação das forças, formando uma única energia que é a energia do instinto. O diabo é o detentor de nossas necessidades mais básicas como a fome, a sede e o desejo sexual. É o nosso ser primitivo que age por impulsos e por sensações. 

Se vivêssemos num mundo onde nós, seres humanos, não aprendessemos regras de condutas morais, de bons constumes e normas de sociedade, seríamos como o diabo, agindo instintivamente.

Portanto o diabo representa aquilo que existe de mais primitivo e animal em nós, representa as nossas necessidades básicas, o ego, o eu egoístico.

Na simbologia do diabo nos deparamos também com um elemento muito característico de manipulação, pois até mesmo na natureza podemos ver animais que para obter o que desejam aprendem a enganar, camuflando-se, escondendo-se e até mesmo se fingindo amigos vivendo em hospedeiros, às custas das beneficies do outro. Neste contexto, o diabo obtém astúcia para alimentar seu ego, saciando suas necessidades, que sempre é o que busca.

O diabo não sente culpa, pois é amoral. Não tem piedade, pois é animal. É totalmente anti-social, mas pode se transformar num ótimo amigo e ficar rodeado de pessoas desde que elas lhe favoreçam de alguma forma, seja financeiramente, seja socialmente, seja sexualmente… o diabo sempre tem que sair ganhando algo para usar seu charme, sua dedicação e seu tempo.

No diabo não existe o lado bom e o lado ruim, apenas existe a necessidade.

Nos relacionamentos amorosos o diabo representa as paixões, a atração física e o desejo. Representa também os relacionamentos doentios, onde um sente necessidade do outro, onde não existe respeito ao livre arbítrio do parceiro. Relações que predominam sob a energia do diabo geralmente são bem problemáticas.

Precisamos saber compreender nosso “diabinho interno”, mas buscando sempre o equilíbrio, afinal como seres racionais nosso bichinho teve que aprender a se domesticar, porém muitas vezes nos esquecemos ou não queremos olhar pra ele, então o deixamos trancafiado num canto escuro da nossa alma, mas ele se revolta porque também quer se manifestar e nessa revolta é que encontramos distúrbios como alcoolismo, o uso de drogas, problemas de depressão e síndromes do pânico, sim! Isso tudo é manifestação contrária do nosso diabinho aqui dentro. Precisamos agradar esse animalzinho que existe em nós para que ele fique bem e nos ajude a viver uma vida saudável e plena.

Que tal entender melhor o seu?

Drika Gomes

Taróloga e Terapeuta Holística

(11) 9 5494-2918

miabela@hotmail.com

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page